Os 5 Princípios




Tudo começa no "DO", no caminho que escolhemos percorrer no taekwondo.

Tudo na prática do Taekwondo nos diz que a nossa postura, tal como o mundo, deve ser a de constante mudança e adaptação/ evolução na perfeita harmonia com o que nos rodeia e com os outros. E a harmonia surge, quando tudo está no lugar ideal onde deveria estar. Isto é, cada coisa tem o seu próprio lugar que muda não em relação ao seu interior, mas na relação de harmonia com o que nos rodeia.

Taekwondo é tão simples como a vida em si própria. Quando iniciamos o nosso percurso no taekwondo não podemos abandoná-lo, da mesma forma que não podemos dizer que sabemos tudo e chegámos ao fim do nosso percurso.
Se entendermos a vida como um processo em que procuramos atingir a perfeição, então esse processo não tem fim. Tal como na vida, a busca pela perfeição no taekwondo é interminável.

O taekwondo, na minha opinião, deve ser visto como um caminho, ou um meio, para ultrapassarmos as barreiras que nos são propostas. E neste sentido, tal como na vida, não existem adversários que possam ser visto como inimigos. O nosso adversário é o nosso melhor amigo, pois a sua simples existência nos faz querer ir mais longe, e ser cada vez melhor. É quando percebermos que o nosso adversário somos nós próprios, e ao procurarmos a disciplina em nós, estendemos os nosso limites a um nivel de exigência em que humildemente não existem inimigos.
"Quem é o melhor no uso da espada? - perguntou o guerreiro?
- Vá até ao campo ao pé do mosteiro - disse o mestre - Ali existe uma rocha. Insulte-a.
- Porque é que vou fazer isso? - perguntou o disciplo. - a rocha jamais me replicará!
- Então ataque-a com a sua espada - disse o mestre.
- Tampouco farei isso - respondeu o discipulo. - A minha espada quebrará. E se a atacar com as minhas mãos, ferirei os meus dedos sem nada conseguir. A minha pergunta era outra : - quem é o melhor no uso da espada?
- O melhor é o que parece com a rocha - disse o mestre. - Sem desembainhar a lâmina consegue mostrar que ninguém o poderá vencer. "

in Maktub, Paulo Coelho


No meio de todos estes principios filosóficos, que se baseiam em teorias confucionistas, budistas, taoistas, etc., nasce um grupo de jovens guerreiros de elite denominados "hwarang".
Trata-se de um grupo de elite de jovens homens em Silla, um reino coreano antigo que durou até o século 10. Eram instituições educacionais, sociedades onde os membros se recolhiam para todos os aspectos de estudo, originalmente para as artes e a cultura baseadas no Budismo e no Taoísmo. No ano de 670 a.C. a Coréia era dividida em três reinos: Surabul do Silla, Koguryo e Baek Je. Silla, o menor daqueles reinos, era constantemente invadido e saqueado pelos dois vizinhos e, durante o reinado de Chin Heng, os jovens aristocratas e os militares formaram uma tropa de elite chamada HWARANG-DO (Similar aos samurais no Japão e os cavaleiros andantes da idade Média no Ocidente). Essa tropa guerreira, em complemento ao treino normal com lanças, flecha e espada, também se adestrou na prática de disciplina mental e física e várias formas de lutas com os pés e com as mãos, como o SOO-BAK, TAE-KION, SEBIOKTA e outras.

O seu código de honra (o Espírito do HWARANG-DO) era constituído de 05 principios:
01 - Obediência ao Rei;
02 - Respeito aos Pais;
03 - Lealdade para com os Amigos;
04 - Nunca recuar ante o inimigo;
05 - Só matar quando não houver alternativa.
(in Wikipédia)

Enquanto membros das Escolas Hwarang, o nosso código de honra é o seguinte:
 


OS 5 PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS:



CORTESIA - (YE UI)


A Cortesia deve estar sempre presente nas relações do praticante com terceiros. Representa o respeito pelo próximo, a modéstia, o humanismo e a delicadeza. Ser Cortês significa ser atencioso, delicado e interessado pelo bem-estar dos outros. Este tipo de comportamento deve propagar-se não só nas relações Praticante - Mestre, mas também na relação com todos aqueles com os quais o praticante se relaciona.


INTEGRIDADE (YOM CHI)

Ser integro deve ser uma das qualidades do praticante de Taekwondo. A integridade passa por fazer no dia a dia aquilo que está correcto numa perspectiva social, nunca prejudicando terceiros com as nossas acções. É necessário que este se comporte com responsabilidade e sentido de justiça, mantendo uma autocrítica constante e severa. Apenas quando o estudante se conhecer a si próprio conseguirá superar-se e conhecer os outros.

 

PERSEVERANÇA (IN-NAE)

O praticante deve a todo o momento ser capaz de dizer “vou conseguir mais”. Nunca deve desistir perante as dificuldades, encarando cada uma como uma nova oportunidade de dar o melhor que existe em si. Apenas deste modo conseguirá evoluir. Como Modalidade Olímpica que o Taekwondo é, devemos agora também defender a máxima dos Jogos Olímpicos:“Faster, Higher and Stronger” (mais rápido, mais alto e mais forte).


AUTO-DOMÍNIO (GUK-GI)

A capacidade de execução de uma técnica está intimamente ligada com a capacidade de a controlar. O praticante de Taekwondo é treinado para reagir a qualquer momento com elevados níveis de eficiência e eficácia. No entanto, deve ser capaz de controlar essa reacção sempre que necessário. Para além do físico deverá ser também capaz de controlar as suas emoções e sentimentos, actuando a todo o momento de forma modesta, humilde e sincera.

 

ESPIRITO INDOMÁVEL (BAEKJUL - BOOLGOOL)

O praticante deve desenvolver o seu espirito como uma arma capaz de o motivar na perseguição dos seus objectivos. Uma pessoa possuidora de um espírito forte deve em qualquer circunstância manter a via escolhida sem hesitações e sem receios, lutando até ao fim pelos princípios que norteiam a sua vida. Nada conseguirá vencer um praticante de Taekwondo com um espirito determinado a vencer. No entanto, deverá tomar sempre as opções correctas não usando esta capacidade para prejudicar terceiros.


Mensagens populares deste blogue

A bandeira da Coreia

Reunião Pais/ Encarregados de Educação

PIQUENIQUE TAEKWONDO